Sarcopenia e Seus Mistérios – Perda de Massa Muscular depois dos 40

Ahhhh os 40… impressionante, quando somos jovens, adolescentes, achamos as pessoas de 40 velhas, de 60 super velhas e mais de 60…. enfim….

Agora tenho quase 40, me acho super jovem, de 60 mega jovem, e acima de 60 super jovem….. rsrsrs ou seja, nada como ter quase 40….

Qual o problema? Nosso corpo não acompanha nosso “achismo” de juventude!

Então vamos falar sobre Sarcopenia… Eu nunca tinha ouvido falar e vcs??

Sarcopenia é a perda da massa muscular depois dos 40… A partir dos 40 começa a decadência muscular!!

Trata-se do envelhecimento dos musculos!!

Em 2014 foi realizada uma pesquisa com mais de 1000 pessoas pela faculdade de saúde pública da USP, sendo que todos os participantes tinham mais de 40 anos!

16,1% das mulheres tiveram detectada a Sarcopenia e 14,4% dos homens! Acima dos 80 anos este número salta para: Mulheres 46,6% e Homens 44,7%!

A diferença entre a porcentagem de homens e mulheres se dá pois as mulheres tem menos massa que os homens!

Ossos e músculos são igualmente importantes. A questão é que, como fraturas e dores articulares são mais evidentes, a perda de massa acaba menosprezada.

Sabe aquele cansaço inexplicável que você sente ao subir um lance de escadas? São sintomas da Sarcopenia… fazendo este post, eu consigo perceber…

“Se não for contornada, a sarcopenia prejudica a capacidade de manter as atividades no dia a dia com independência, e chega a estágios em que propicia um maior risco de quedas e hospitalizações”, alerta Tiago Alexandre.

Mudanças no hábito alimentar também estão intimamente relacionadas ao aparecimento e avanço da sarcopenia. “Com a dificuldade de mastigar e de digerir e as alterações do paladar que vêm junto com a idade, a pessoa passa a querer somente comida fácil de engolir, sem nenhum planejamento nutricional, o que só serve para gerar gordura, não massa magra”, expõe a nutricionista Myrian Najas, professora da Unifesp. Aliás, se quiser postergar ao máximo o definhamento muscular, não basta prezar só por atividade física e alimentação. Abolir o cigarro, moderar no álcool e dormir direito são conselhos bem-vindos, segundo evidências recentes.

No plano de ação contra a sarcopenia, a montagem do menu deve levar em conta o protagonismo da proteína, nutriente-chave na construção do tecido muscular. No universo vegetal, ela está presente no feijão, na lentilha, no grão-de-bico e demais leguminosas. “Mas pelo menos de 25 a 30% da proteína deve ter origem animal”, adianta Myrian.

É nas carnes que se encontra boa parte dos aminoácidos essenciais, aqueles que o organismo não é capaz de fabricar. Caso da leucina, molécula de alta absorção e de nobre papel na manutenção dos músculos. A recomendação é ingerir de 1 a 1,2 grama de proteína por quilo de peso todo dia. Para uma pessoa de 60 quilos, por exemplo, são no mínimo 60 gramas do ingrediente – um bife mais ou menos do tamanho da palma da mão fornece quase metade desse valor.

Exercícios físicos, comece o quanto antes….

Caminhadas e outros treinos aeróbicos ajudam, mas não dá pra escapar dos exercícios de força, como musculação. É que as contrações provocadas pela resistência de equipamentos, elásticos ou o próprio peso do corpo geram pequenas lesões no músculo. Então as proteínas são recrutadas para preencher essas fissuras, e esse processo de regeneração leva ao aumento da densidade muscular.

Nem sempre, porém, a conjunção de dieta e exercícios é suficiente para contrapor a sarcopenia, especialmente nas idades mais avançadas. A saída, se o profissional de saúde julgar adequado, é complementar com produtos formulados para evitar os déficits.

De olho na batata da perna

A panturrilha tem pouca gordura. Por isso, sua circunferência dá uma medida mais fidedigna do estado muscular geral

1. O indivíduo deve ser posicionado em pé com os pés afastados 20 cm. Daí é orientado a manter o peso distribuído igualmente nas duas pernas.

2. Com uma fita métrica, mede-se a parte mais proeminente da perna direita. Em geral, o resultado é considerado adequado quando igual ou superior a 31 cm.

Fonte: Revista Saude

Responda nossa pesquisa sobre sua satisfação com seu plano de saúde! Basta clicar no link abaixo:

Pesquisa – Satisfação com os Planos de Saúde

Para cotação, contratação ou informações sobre seguros, planos de saúde, entre em contato (12) 3308-2390 ou no whats (12) 9.9747-0990 ou faça uma cotação online no Campo Belo Seguros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *